A maior inovação que existe é ser você mesmo

O que vem depois da inteligência artificial? O que vem depois de tantos avanços tecnológicos? O que vem depois de ubers, airbnbs?

Para onde vamos?

Numa nova era altamente tecnológica e de ia, o que você vê?

Percebo que muito se fala de ia e avanços da Tecnologia, mas não sobre o que vem depois.

Muito se fala das novas relações de trabalho, mas pouco se fala sobre quem somos. Sobre nossos talentos.

Sobre a nossa criatividade. Sobre nosso conhecimento e capacidade intelectual.

Acredito e vislumbro uma nova época, uma nova era orientada por talentos, criatividade e conhecimento. Em minha visão, o motor da nova economia, da nova sociedade. Sim, acredito que esse é o novo status quo.

Existe uma discussão polêmica sobre uma eminente substituição de humanos por máquinas e tecnologias avançadas. 

Isso é real?

Se pensarmos como uma sociedade padrão a qual fomos moldados, onde vivemos mecanicamente quase como robôs com longas jornadas de trabalho repetitivo, sim.

Mas se pensarmos como raça, como humanidade, não.

Seres humanos carregam a habilidade, única, de ser plural.  O que os torna singulares. E isso é natural. Tanto quanto criar. Aliás, a Criatividade nos faz humanos. 

Então vejo um lugar no futuro onde “trabalhamos” pelo que somos. Nossas funções serão diretamente ligadas aos nossos talentos e conhecimentos. E estarão alinhadas mais ao nosso propósito no planeta, ao que gostamos e acreditamos, e à nossa função aqui do que a competição de status social, escala de negócios ou acúmulos de riqueza. 

No mundo que a WeJam acredita o Trabalho dá lugar ao Ofício. A meta dá lugar ao propósito. Artes, ciências e engenharia andam juntas no futuro que estamos construindo.

Criar, expressar e trocar se tornam verbos mandatórios na nova economia. Educação e novas moedas são os pilares das profundas transformações sociais e econômicas que vamos ver em poucos anos.

Assim como artistas e criativos serão os agentes das grandes transformações que o mundo vai ver.

Numa nova era altamente tecnológica e de inteligência artificial vejo um lugar humano, regido e orientado pela maior capacidade excedente que existe: nossa criatividade. Vejo isso acontecendo através de redes de pessoas engajadas com novas formas de trabalho, de fortes comunidades que já trocam serviços, novas moedas e fazem o novo acontecer.

Eu vejo a criatividade e o conhecimento plural de cada um de nós regendo o novo status quo.  

Será cada vez mais comum surgirem organizações orientadas por conhecimento, talentos, imaginação e criatividade onde pessoas  empregam seus conhecimentos e atividades em propósitos os quais acreditam e se veem destinadas.

A pergunta deixa de ser : você trabalha com o quê? Qual sua graduação? E passa a ser: quem você é? Quais são seus talentos? E portanto, saberemos o papel de cada um.

E você o que acha disso? 

Se você acredita nesse futuro, é criativo, artista, plural e quer fazer parte disso, quer falar sobre isso, trocar informações e experiências junto com a gente é só se cadastrar aqui e habilitar as notificações para receber conteúdo, notícias e novidades sobre eventos.

Bem vindo ao no nosso universo WeJam! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *